Talvez seja um dos momentos mais temidos pelos viajantes. A imigração! Estou errado?

Durante planos e mais planos de sua viagem, tenho certeza que você, hora ou outra, começou a pensar: “como será a imigração? O que me vão pedir e perguntar? Será que serei deportado? Será que todos meus planos e preparações vão por água abaixo?”.

Pois fique calmo. Mesmo sabendo que podemos nos deparar com algum oficial mal-humorado, tendo tudo certinho e pronto para mostrar quando pedirem, a chance de você ter problemas é mínima se estiver com tudo em ordem.
Claro, nunca podemos afirmar que vai passar com 100% de garantia, porque não podemos garantir algo que está fora de nosso alcance. Mas vamos mostrar como fazer sua parte da melhor forma possível.

Continue lendo para saber:
1- O que fazer antes da viagem
2- O que fazer ainda no avião
3- Como se preparar para a chegada na imigração
4- Como se portar na hora
5- O que fazer depois da imigração

1- O que fazer antes da viagem

Os passos mais importantes para evitar problemas, sem dúvidas vêm antes do embarque.

Há algumas coisas com as quais você deve se preocupar. São elas:
– Visto;
– Passagens;
– Seguro viagem;
– Passaporte;
– Vacinas;
– Dinheiro.

Analisando cada uma destas partes:

– Visto:

Cada país tem uma lei diferente para cobrança de visto. Se você vai viajar pela América do Sul, por exemplo, não precisa de visto (nem passaporte), basta apresentar seu RG na imigração.

Mas cuidado, assim como qualquer documento, RG também tem validade. Apesar de não ser informado no próprio documento, é válido por 10 anos. Então se o seu estiver por vencer, providencie a renovação antes de embarcar.

Se você vai para a Europa, não precisa de visto, mas precisa de um passaporte com validade mínima de 6 meses. Em contrapartida, apesar de não precisar tirar visto com antecedência, a decisão de entrada será tomada pelo oficial da imigração, no momento do desembarque. Lá te darão o carimbo liberando a entrada.

Se você vai para os EUA, precisa providenciar o visto com antecedência.

Como cada lugar possui uma regulamentação diferente, não há como falarmos de um por um aqui. Dê uma olhada nessa lista antes de embarcar e programe-se para não ter surpresas.

– Passagens:
O que fazer antes da viagem

Para viagens ao exterior, é obrigatória a passagem de ida e volta, respeitando o prazo do visto.
Sem passagem de volta,  provavelmente não te deixem nem embarcar.

Se você vai por exemplo para a Europa, precisa comprar passagem com a volta para no máximo 90 dias.
Atenção: 90 dias são 90 dias, não 3 meses.

Os meses as vezes possuem mais de 30 dias, como bem sabemos, então se pensar no mês como um todo, pode acabar passando o limite de estadia permitido. Tome cuidado.

– Seguro Viagem:

Já falamos sobre seguro viagem aqui. Além de ser algo essencial por se tratar de saúde e segurança, em muitos lugares como por exemplo, boa parte dos países europeus, é obrigatório para sua entrada.

Na Europa você precisa ter um seguro que cubra pelo menos 30 mil Euros.

Informe-se sobre as regras de cada lugar e, mesmo que não seja obrigatório, TENHA! Afinal ninguém quer passar dificuldades por falta de apoio médico em emergências. Menos ainda desembolsar uma bolada por falta de um seguro.

Dica: Está procurando um seguro viagem? Comprando com a Mondial, você tem 20% de desconto usando o cupom VIAJEFELIZ. Se for viajar em 3 ou mais pessoas, entre no site diretamente através do banner abaixo para conseguir até 30% de desconto! Além disso, você ajuda o Viajar com Pouco se fizer a compra por estes links.

– Passaporte

Nunca viaje com passaporte com menos de 6 meses de validade. Em algumas ocasiões, pode ter a entrada barrada por isso.

Tirar um passaporte novo leva tempo, precisa fazer agendamento, entrevista na Polícia Federal e esperar a confecção, então não dê bobeira!

Veja aqui para mais detalhes.

– Vacinas

Vacinas são obrigatórias dependendo do país que for visitar.

Em lugares como EUA e Europa, não precisa, mas para alguns lugares pela América do Sul mesmo, África, Austrália e muitos outros, uma ou mais vacinas podem ser solicitadas.

Dependendo da vacina, pode ser tomada na hora, outras são necessários alguns dias de antecedência. Então informe-se e previna-se.

Aqui no site da ANVISA você pode fazer uma busca pelo país que vai visitar e eles te dirão se tem alguma restrição a ser seguida.

– Dinheiro

Não é sempre, mas pode acontecer de te pedirem para comprovar que possui renda para se manter no país durante sua visita.

Se está levando dinheiro em espécie, ande com uma boa quantia na carteira. Levar também seu comprovante de compra da moeda com você é uma boa alternativa.

Se está levando cartão pré-pago, tenha um extrato.

Para cartão de crédito, tenha um comprovante do limite em dólares.

Ninguém quer voltar para casa por causa disso. Não é?

Em alguns casos, um valor específico pode ser solicitado, como em casos de intercâmbio. Cada país possui uma regra diferente com relação a isso, informe-se com antecedência.

– Hospedagem

Seja na América do Sul, seja na Europa ou em qualquer outro canto do mundo. Essa é uma das coisas mais fácil de te perguntarem. Onde você vai ficar?

É essencial que tenha o comprovante de reserva de seu hostel ou hotel em mãos.

Sem ter como provar isso, pode ter problemas.

2- O que fazer ainda no avião
O que fazer ainda no avião

Dependendo do país, pode ser necessário o preenchimento de uma ficha para ser entregue à imigração no momento da entrevista. Estas serão entregues pela tripulação do avião, ainda em voo.

Tenha uma caneta durante a viagem e preencha essa ficha ainda lá dentro. Depois de desembarcar, vai ser uma correria para pegar mala e fila para imigração. Achar uma mesa e um lugar tranquilo para fazer isso é praticamente missão impossível, então aproveite os minutos finais do voo e adiante o processo.

3- Como se preparar para a chegada na imigração

Todos vão para o mesmo lugar e vão sair pela mesma porta, então não precisa de desespero nem correria.

Pegue tudo que pode ser solicitado e carregue em mãos. Nada de ficar revirando mala na hora atrás de documentos. Faça um checklist de todos itens comentados na primeira etapa do processo, junte com a ficha preenchida no avião e mantenha tudo junto e organizado dentro de uma única pasta, com fácil acesso.

4- Como se portar na hora

Por mais ansioso que esteja e por mais mal-humorado que possa estar o oficial, mantenha a calma e a educação.
Se você for rude em algum momento, só vai estar dando motivos para que te barrem, e ninguém quer isso, certo?

Tenha um sorriso no rosto, mostre os documentos solicitados, responda as perguntas.

SEJA HONESTO.

Gentileza gera gentileza.

Uma informação importante que vale não só para este momento, mas para todos outros desde a entrada no aeroporto. Nunca faça brincadeiras com relação a bombas, terrorismo, drogas e afins. As polícias dos aeroportos estão sempre em estado de alerta. Qualquer brincadeira pode te gerar problemas seríssimos.

Já soubemos de pessoas que perderam voo por causa de brincadeiras do tipo. Então vamos guardar as gracinhas para outra hora.

5- O que fazer depois da imigração
O que fazer depois da imigração

O que dizer, passado a imigração, é hora da festa!
Guarde seus documentos, pois poderão ser necessários em voos domésticos ou na volta e aproveite cada minuto de sua viagem.
Ah, uma vez passada imigração, você não pode voltar. Então confira direitinho se não esqueceu nada, pegue suas malas e corra pra festa.

Agora é a hora de aproveitar todo aquele suor durante os últimos meses para poder realizar este sonho. Curta, desfrute e viva as belezas da vida!


Não foi tão difícil, concorda? Se você não estiver devendo nada, raramente terá problemas. Apenas garanta ter tudo ao alcance para mostrar ao oficial quando solicitado.

Se ainda assim ficou alguma dúvida, não hesite em nos perguntar aqui em baixo. Compartilhe com seu amigo que também está planejando uma viagem, ele vai te agradecer. 😉